Voluntário Não Profissional

Voluntário não profissional

No Brasil o trabalho voluntário foi regulamentado em 1996, pela lei 9608/98 que define como,

Atividade não remunerada prestada por pessoa física, entidade pública de qualquer natureza, ou a instituição privada de fins não lucrativos, que tenha objetivos cívicos, culturais, educacionais, científicos, recreativos ou de assistência social ou de assistência à pessoa.”

O Voluntário não profissional no Hospital Universitário Regional de Maringá iniciou suas atividades no ano de 1994 a partir da articulação com Serviço Social, ou seja, no exercício da garantia dos direitos de liberdade de consciência e crença garantidas na Constituição da República Federativa do Brasil de 1988:

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

VI - e inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e as suas liturgias;

Surgiram então, outras atividades com perspectivas de cidadania com expressões na arte, cultura, no apoio a captação de recursos para instituição, na participação em grupo gestor de controle social/Conselho local de Saúde, grupo de trabalho de humanização, desta forma o trabalho voluntário consolidou-se como atividade no cotidiano hospitalar a partir da implantação da Política Nacional de Humanização (PNH-2003) pactuada pelo Hospital Universitário Regional de Maringá com Ministério da Saúde.

No cotidiano, a ocupação desse espaço sócio assistencial no ambiente hospitalar ,se concretiza através da participação da comunidade, sujeitos/usuários, trabalhadores e gestores no processo de produção de saúde, acontece diariamente, com um planejamento pautado na intersecção entre Ensino/Pesquisa/Assistência, normas e rotinas de biossegurança. O objetivo é contribuir para a humanização dos espaços onde os sujeitos em processo de tratamento e/ou na condição de acompanhante, ou seja, crianças, adolescentes, adultos se encontram fragilizados pela condição do adoecimento.

Abaixo destacamos as atividades e equipes que compõem os 340 voluntários do HUM:

Associação dos Amigos do Hospital Universitário Regional de Maringá, Capelania Hospitalar Ecumênica ( Adulto e Infanto Juvenil), Contação de Histórias: Educação em Saúde no Ambulatório Geral de Especialidades, Coral Vozes que Curam ,Projeto Abraço Quentinho,Projeto Amigos da Graça, Projeto Anjos da Alegria, Projeto Anjos da Noite, Projeto Café Solidário, Projeto Corredor de Leitura/Clube de Leitura, Projeto Criando Laços, Projeto Instituto História Viva, Projeto Médicos da Graça e Projeto Tenda.


Para se tornar voluntário no HUM é necessário que os interessados sigam algumas etapas. Um passo a passo explicativo foi desenvolvido para detalhar cada etapa e tirar todas as dúvidas. Confira:

1º passo

Critérios:

  • Você deve ter mais de 18 anos e;

  • no mínimo 1 hora disponível uma vez por semana.

2º passo

Providenciar o preenchimento dos seguintes formulários:



3º passo

Providenciar os seguintes documentos de todos os participantes, a serem entregues na Diretoria de Ensino, Pesquisa e Extensão após a aprovação:

  • Cópia: Identidade ,Comprovante de residência ,carteira de vacinação e CPF;

  • 2 fotos 3x4.


4º passo

Após a aprovação do projeto, os participantes passarão por treinamentos para entender o funcionamento da Instituição, as normas e o trabalho voluntário.

5º passo

Após a conclusão do treinamento a equipe poderá iniciar as atividades previstas.

Dúvidas?

Ligue para Diretoria de Ensino, Pesquisa e Extensão : 3011-9172-De segunda à sexta feira das 8h00 às 12h00 e das 13h30 às 17h00